DIA INTERNACIONAL DA SAÚDE MENTAL

Para apoiar e comemorar essa data especial, selecionamos alguns suplementos importantes para a manutenção de uma boa saúde mental.

Dessa forma, conheça 5 suplementos que ajudam na saúde mental.

ÔMEGA 3: São importantes constituintes das células do sistema nervoso.

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/poseidon-omega-3-ultra-concentrado-60-caps/1864

Vitaminas do complexo B: Possuem um importante papel nos processos de síntese dos neurotransmissores do SNC.

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/complexo-b-250mg-60-caps/2178

L-TRIPTOFANO: Tem a função de ser o precursor da serotonina, ou seja, o triptofano é convertido em serotonina. Melhorando a sensação de bem-estar e previne quadros de depressão.

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/tryptophan-30-caps/2271

ZINCO: Tem a capacidade de aumentar a sobrevivência das células do Sistema Nervoso Central (SNC).

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/zinco-280mg-60-caps/2151

VITAMINA D: Tem um papel no sono e nos ritmos circadianos. A mudança desses ciclos está associada com o quadro de depressão. Ela também influencia no crescimento neuronal, na proliferação celular no cérebro em desenvolvimento e embriogênese.

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/vitamina-d3-30ml/1035

Dia do vendedor com super promoção!

“Vender é, antes de qualquer coisa, aconselhar e orientar seu cliente na resolução de um problema ou na superação de um desafio”

Hoje é o dia do vendedor e para comemorar esse dia tão especial para nós… iremos fazer uma promoção exclusiva! Nos juntamos com a Apisnutri e estamos colocando TODOS os produtos da linha com 20% de desconto durante esta semana apenas. Aproveite!!!

A Apisnutri possui uma forte ligação com a natureza, pois oferece produtos inovadores e de alta qualidade para o seu dia-a-dia. O objetivo da empresa é proporcionar satisfação, saúde e bem-estar para os consumidores, levando o melhor para sua mesa e rotina.

Conheça a Linha Completa através do LINK abaixo:

LINK: https://www.nutresul.com.br/produtos/promocao-apisnutri/291

Combo Best Vegan + Brinde ISO Crisp Vegan (60g)  

Composição do Combo:

> 2 – Best Vegan (500g) – Atlhetica Nutrition

> 1 – ISO Crisp Vegan (60g) – VitaFort – BRINDE

Você é vegano ou é adepto a uma dieta sem derivados animais? Já conhece as opções de proteínas com alto valor biológico?

As proteínas vegetais têm ganhado seu espaço no meio esportivo por conter qualidade nutricional e perfil de aminoácidos de ótima qualidade. Sendo uma ótima opção para quem procura aumentar a massa muscular e manter os níveis proteicos em dia.

Trazemos hoje uma ótima opção de Proteína Vegana para você conciliar sua dieta Veggie com a prática de atividade física.

O Best Vegan traz uma proteína 100% vegetal sendo uma ótima opção para uma suplementação proteica. É composta por: leguminosas, oleaginosas, grãos, cereais e sementes. Essas são as maiores fontes de proteína de origem vegetal, que aliada com a prática de atividade física pode proporcionar com maior afetividade dos seguintes benefícios:

> Aumento da Massa Muscular;

> Acelera a recuperação das fibras musculares;

> Evita a perda brusca de massa muscular;

> Aumenta os níveis de vitaminas e minerais;

> Mantém uma boa atividade de regeneração de células;

Corra já e garanta o seu, pois os estoques são limitados… Clique no LINK Abaixo e adquira Jáá.

DE: R$ 271,66

POR: R$ 236,02 a prazo ou R$ 212,42 a vista!

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/combo-best-vegan—iso-crisp-vegan-60g-brinde/2448559

Peixe assado no óleo de coco

A Sexta-Feira Santa já passou, mas se você quiser manter a tradição e evitar carne preparamos essa receita super saudável.

Ingredientes do peixe:

3 filés de linguado
3 colheres de sopa cheias de óleo de coco
Sal e pimenta do reino à gosto
1 cebola pequena finamente fatiada

Ingredientes do molho de ervas:

3/4 de xícara de salsinha fresca finamente picada
Suco de 1 limão
1/3 de xícara de azeite de oliva extra-virgem
1 pitada de noz moscada
6 castanhas do Pará finamente picadas

Modo de Preparo

Pré-aqueça o forno.
Unte um refratário com óleo de coco e disponha os filés de peixe já temperados com sal e pimenta, sem sobrepô-los.
Coloque uma colher de sopa do óleo de coco extra-virgem sobre cada filé de peixe e espalhe as cebolas fatiadas por cima.
Asse por cerca de 15 minutos, ou até que os peixes estejam cozidos
Enquanto o peixe está no forno prepare o molho, que é super simples. Junte todos os ingredientes do molho menos as castanhas e mexa bem.
Na hora que tirar o peixe do forno, junte as castanhas ao molho e coloque o molho frio sobre o peixe quente. Sirva imediatamente.

Bom apetite!

Óleo de coco – https://www.nutresul.com.br/produtos/oleo-de-coco-e-oleo-de-linhaca/195

Suplementos – Combustível para a vida

Suplementos alimentares suprem carências da dieta e de nutrientes que o corpo deixa de produzir com o tempo, auxiliando no equilíbrio do organismo.

Sônia Radloff é aposentada e tem 55 anos. Diariamente consome dois suplementos alimentares indicados pela médica ginecologista. “Um é à base de cálcio e outro de colágeno e vitaminas. Uso os suplementos há dois anos e para mim eles são uma maneira de envelhecer de maneira mais saudável”, comenta. A preocupação com a alimentação e com o envelhecimento saudável são os principais fatores que fortalecem a indústria de alimentos nacionais em todo o mundo. De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), o setor movimenta hoje mais de R$ 100 bilhões por ano no mundo.

A área não apenas representa um mercado em ascensão, mas também ganha espaço na comunidade médica em vários países, inclusive no Brasil. Para a Abenutri, o mercado de suplementação ainda tem muito a crescer por aqui. Principalmente pelos investimentos na área de pesquisa de novos ingredientes e alimentos com propriedades nacionais. Os suplementos alimentares estão ganhando mais credibilidade entre os profissionais da área da saúde, tanto para auxiliar na terapia quanto como medida preventiva.

Atualmente, existem muitos suplementos no mercado, incluindo os antienvelhecimento. Um grande número desses produtos contém extratos naturais e elementos nutritivos que podem alterar em alguns anos o relógio biológico do corpo. Ao consumi-los, com orientação médica, é possível proporcionar uma nutrição adequada. “É preciso fazer uma avaliação. Mas com o passar dos anos perdemos cálcio, colágeno, proteína, entre outros nutrientes que devem ser avaliados e podem ser repostos através dos suplementos”, analisa a nutricionista Fernanda Dias.

A profissional chama a atenção para outro aspecto. “Não existe diferença entre a suplementação de homens e mulheres, porém elas devem ficar atentas a fórmulas que estimulam a produção de alguns hormônios, que em excesso nelas podem causar efeitos indesejáveis”.

Alguns dos suplementos indicados para envelhecer com saúde são colágeno, cálcio, proteicos e vitamínicos minerais. “Em todos os casos, é indispensável o acompanhamento de um especialista”

O que são suplementos?

Os suplementos são produtos com as características nutricionais idênticas às dos alimentos. A diferença é que os suplementos são concentrados alimentares comercializados sob a forma de cápsulas, pós, pastilhas, líquidos, granulados, tabletes, entre outros formatos. Os benefícios ou riscos ligados ao consumo dos suplementos são exatamente iguais aos da excessiva ou baixa ingestão de qualquer alimento. “São feitos com nutrientes que podem ser encontrados nos alimentos, por isso também são classificados como um alimento”, explica a nutricionista Fernanda Dias.

Com o avanço da ciência e tecnologia no segmento, os suplementos disponíveis são capazes de isolar em sua fórmula os nutrientes selecionados. Desta maneira, o suplemento com o princípio ativo de carboidrato só tem carboidrato, diferentemente, por exemplo, de um alimento rico em carboidratos, mas que também tem outras substâncias nutricionais. Uma característica que faz do suplemento um aliado dos processos de escolha, construção e monitoramento de uma boa nutrição.

Para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), suplementos vitamínicos ou minerais, denominados por ela simplesmente de “suplementos”, são alimentos que servem para complementar a dieta diária de uma pessoa saudável, em casos onde sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente ou quando a dieta requerer suplementação. Devem conter no mínimo 25% e no máximo até 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de vitaminas ou minerais, na porção diária indicada pelo fabricante, não podendo substituir os alimentos nem serem considerados como dieta exclusiva. Os suplementos estão sujeitos aos mesmos procedimentos administrativos exigidos para o registro de alimentos em geral.

Além de serem indicados para atletas e praticantes de atividades físicas como aditivo natural para melhorar a performance e encurtar o tempo de recuperação, os suplementos também são recomendados para o cotidiano de qualquer pessoa saudável que apresente algum tipo de déficit de nutrientes.

Tipos de suplementos

HIPERCALÓRICOS
São suplementos que possuem um valor energético alto. São compostos por carboidratos e aminoácidos essenciais, ou seja, aminoácidos que não produzimos no nosso organismo.

HIPERPROTEICOS/AMINOÁCIDOS
São suplementos proteicos. Possuem compostos de aminoácidos essenciais ao nosso organismo que ajudam na formação de músculos.

TERMOGÊNICOS
Ajudam no aumento do metabolismo. Contribuem com a perda de peso e gordura corporal.

ANTIOXIDANTES
Ricos em nutrientes antioxidantes, ajudam na eliminação dos radicais livres, que são os responsáveis pelo envelhecimento precoce.

POLIVITAMÍNICOS E MINERAIS
Indicados para pessoas que necessitam complementar vitaminas e minerais no dia a dia.

HORMONAIS
São substâncias que estimulam a produção de hormônios. Muito cuidado no seu consumo. Sempre é necessária uma avaliação médica para analisar necessidade de utilizá-los.

Restrições

As restrições em relação aos suplementos alimentares podem existir de acordo com o estilo de vida de cada paciente. Pessoas sedentárias não devem fazer utilização de suplementos como carboidratos, por exemplo. Por outro lado, as proteínas do soro do leite são “fundamentais a todas as pessoas que desejam uma boa saúde. Além de auxiliar no equilíbrio da flora intestinal, o produto eleva um peptídeo no fígado chamado glutationa, que ajuda na diminuição dos radicais livres ligados ao câncer.

Fonte: Essential Nutrition

Dia da alimentação saudável

Reeducação Alimentar, iniciando uma alimentação saudável. Saiba como começar e permanecer em sua dieta.

Muitas pessoas conhecem o significado de uma alimentação equilibrada, mas mesmo assim continuam se alimentando de maneira incorreta. Isso porque não adianta apenas saber, é preciso reeducar-se nutricionalmente, isto é, trocar os maus hábitos alimentares por bons hábitos. Trata-se de adotar um novo estilo de vida, de ampliar conceitos, mudar costumes… o que não é nada fácil, ainda que possível. A melhor maneira é apostar na educação alimentar. Esse aprendizado pode e deve ocorrer em qualquer lugar.

A alimentação está situada em um contexto de vida histórico e cultural do homem. A participação ativa do indivíduo e da comunidade em aspectos relacionados à alimentação e saúde, aliada à garantia, por parte do governo, da alimentação como um direito humano e à segurança alimentar e nutricional para os desenvolvimentos físico, mental e social são os passos fundamentais para o alcance do real sentido de igualdade.

Algumas dicas de como comer bem, sem mesmo ter muito tempo.

– Siga os princípios da alimentação saudável: variedade de alimentos, moderação e proporcionalidade (alguns alimentos devem ser consumidos em quantidades maiores ou menores que outros).

– Não fique muito tempo sem se alimentar (o ideal é comer a cada 3 ou 4 horas). Habitue-se a levar um lanche leve para o trabalho (como uma fruta) ou tome um suco.

– Substitua o açúcar das bebidas por um adoçante.

– Para almoçar ou jantar em restaurantes do tipo “self-service”, coma primeiro bastante salada, deixando para depois os pratos quentes (assim você já estará com menos fome e comerá menos).

– Num restaurante do tipo “a la carte”, ou seja, em que o prato já vem servido, prefira os pratos mais leves, como carnes grelhadas, cozidas ou assadas. Evite as frituras e os pratos gordurosos e “pesados”, como a feijoada e carne de porco. Além de realmente pesarem no estômago, podem diminuir o desempenho no trabalho (a pessoa se sente cansada e com sono).

– Se a pressa só permite comer em um “fast-food”, hoje existe uma grande variedade deles, inclusive com comidas naturais, leves e saudáveis como os sanduíches naturais, saladas montadas, carnes grelhadas etc.

– Beba sucos naturais ao invés de refrigerantes. Mas se um refrigerante de vez em quando for inevitável, prefira os “diet” ou “light”.

– A sobremesa não deve ser essencial, mas caso você faça questão, dê preferência às frutas ou doces de frutas.

– Depois do trabalho, procure fazer uma atividade física que lhe agrade. Por incrível que pareça, isso ajuda a relaxar e combater o estresse!

Siga os 10 passos para uma alimentação saudável, são dicas muito importantes para você continuar em uma rotina leve e nutritiva, assim evitando os maus costumes.

1 – Comer frutas e verduras. Por serem alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras.

2 – Para cada 2 colheres de arroz, comer 1 de feijão. Esses dois alimentos se complementam, principalmente no que diz respeito às proteínas (a proteína que falta em um, tem no outro e viceversa). O hábito do brasileiro de comer o arroz com feijão tem sido bastante recomendado!

3 – Evitar gorduras e frituras. Comer em excesso alimentos ricos em gorduras pode provocar o aparecimento de doenças como a obesidade, doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes.

4 – Usar 1 lata de óleo para cada 2 pessoas da casa por mês. Essa medida serve para a pessoa ter uma idéia da quantidade de óleo que deve ser usada no preparo dos alimentos. O importante é não correr o risco de usar óleo demais.

5 – Realizar 3 refeições principais e 2 lanches por dia. Isso evita longos períodos em jejum. O melhor é comer mais vezes por dia, mas em menores quantidades (aumentar a freqüência e diminuir o volume). Quem fica muitas horas sem se alimentar acaba sentindo bastante fome e comendo exageradamente — o mesmo acontece com quem não tem hora certa para comer ou “pula” uma das refeições.

6 – Comer com calma e não na frente da TV. Quando a pessoa come com pressa, além de não saborear o alimento, demora mais tempo para ficar satisfeita e por isso come mais. É como se ela não desse tempo suficiente para o organismo “perceber” a quantidade de alimento ingerida. Comer e assistir à televisão ao mesmo tempo faz com que a pessoa se distraia e não controle a quantidade de alimentos que está consumindo. Além disso, as propagandas de produtos alimentícios despertam ainda mais o apetite e, por conseqüência, a gula.

7 – Evitar doces e alimentos calóricos. É importante observar não só a quantidade, mas também a qualidade dos alimentos, pois muitos deles são pobres em nutrientes e ricos em calorias – em geral os doces e alimentos gordurosos. Comer exageradamente esses alimentos facilita o surgimento de doenças como a obesidade, diabetes e doenças do coração, entre outras.

8 – Comer de tudo, mas caprichar nas verduras, legumes, frutas e cereais. Não é preciso “cortar” nenhum alimento da dieta. Basta prestar atenção nas quantidades e dar preferência aos alimentos ricos em nutrientes, ao invés de calorias. Importante ainda é não esquecer dos “sagrados” 8 copos de água por dia.

9 – Evitar fumar e ingerir bebidas alcoólicas, esses compostos evitam que nosso organismo crie um ambiente saudável, favorecendo a oxidação de células e diminuem a imunidade.

10 – Atividade física: duração e frequência. O ideal é fazer um pouco de atividade física todos os dias. Você não precisa ficar várias horas se exercitando e suando sem parar. “Pegar pesado” é para atletas. Cada um deve procurar uma atividade que lhe agrade, convidar um amigo para se sentir incentivado e buscar a orientação de um professor de Educação Física. O que não pode é ficar parado!

Explicando a vitamina D

O Que É Vitamina D?

A vitamina D é conhecida como a vitamina do sol, mas não é tecnicamente uma vitamina. É realmente considerado um pró-hormônio, e é sintetizado através da pele em reação à exposição solar. Uma vez criada, a vitamina D age em várias células e tecidos do corpo para estimular o crescimento e a absorção de nutrientes.

Existem duas formas comuns desta vitamina, D-2 e D-3, que são muito diferentes em estrutura e função. D-2 é sintetizado através de irradiação de plantas e tem muito menos biodisponibilidade do que a sua contrapartida. O D-2 não é produzido pelo corpo humano e tem um terço da absorção que o D-3 tem, tornando-o muito menos benéfico para os seres humanos.

O D-3, por outro lado, é feito tanto pelo corpo quanto quando tomado exogenamente, e é altamente biodisponível. Para este artigo, quando a vitamina D é discutida, é em referência ao D-3 mais bioativo.

O Que A Vitamina D Faz?

A vitamina D é usada pelo cérebro, músculo esquelético, cólon, osso, coração, glândulas supra-renais e até células do sistema imunológico. Ele ajuda a regular a absorção de minerais, humor e sensibilidade à insulina, entre outros processos.

Estima-se que quase 50% das pessoas em todo o mundo tenham uma deficiência de vitamina D ou, no mínimo, uma insuficiência de vitamina D. Embora a maioria de nós tenha acesso aos raios poderosos do sol, a deficiência de vitamina D é comum quando a pele é protegida do sol ou naqueles com pigmentos mais escuros.

Quais São Os Perigos Da Deficiência De Vitamina D?

Fraturas por estresse : O papel da vitamina D na absorção de cálcio e fósforo faz com que a deficiência desse nutriente represente uma ameaça à integridade óssea. Pode ser especialmente perigoso para aqueles já propensos a fraturas por estresse e osteoporose, como corredores de longa distância, atletas do sexo feminino e idosos.

Depressão : A deficiência de vitamina D também pode deixar você deprimido e talvez até mesmo entediado. Segundo a Academia Americana de Médicos de Família, 10 a 20% dos americanos podem ter um transtorno depressivo leve denominado Transtorno Afetivo Sazonal (TAS). Essa sensação de fadiga geral, peso e insônia, acompanhada de ganho de peso, é mais comumente diagnosticada nos meses de inverno.

Estima-se que 1 em cada 7 pessoas sofram de sintomas de depressão em algum momento de sua vida, seja por causa do TAS ou por outras causas. Alguns desses sintomas depressivos podem ser causados por desequilíbrios de neurotransmissores ou hormônios. A vitamina D cria um ambiente favorável para a produção de hormônios do bem-estar e pode ajudar a manter um humor saudável.

Recuperação Muscular Prejudicada: Estudos também elogiaram o efeito da vitamina D no músculo esquelético. Um estudo da Liverpool John Moores University descobriu que seis semanas de suplementação com 1200mcg por dia de vitamina D melhoraram a recuperação muscular nos dias após um treino duro. Se você treina duro, definitivamente vale a pena considerar tomar suplementos de vitamina D para ajudar a maximizar sua recuperação e diminuir sua chance de lesão.

Vale a pena notar que, apesar de não se obter vitamina D suficiente, pode levar a estas condições, a suplementação não vai à prova de balas. Pode reduzir seu risco, mas não eliminá-lo. E obter mais do que o suficiente não lhe dará nenhum benefício adicional de desempenho acima do intervalo normal. Em outras palavras, uma vez que você tenha apagado sua deficiência, qualquer vitamina D extra não continuará a ajudá-lo em sua busca para se tornar Wolverine.

Existem Algumas Formas Dietéticas De Vitamina D?

A principal forma como os humanos obtêm vitamina D é do sol.

De acordo com o Conselho de Vitamina D, há quantidades muito pequenas de vitamina D naturalmente disponíveis nos alimentos, e não é provável que satisfaça as necessidades suficientes apenas através dos alimentos. Esses alimentos incluem gema de ovo, peixe gordo, fígado bovino, leite fortificado e suco de laranja. Infelizmente, muitas empresas alegam fortalecer alimentos com vitamina D, mas estão simplesmente incorporando D-2, a forma quase não biodisponível de vitamina D. Então não acredite em todo rótulo que você leu!

Para adquirir vitamina D, acesse:https://www.nutresul.com.br/produtos/vitaminas-e-minerais-isolados/212