CREATINA E HIPERTROFIA MUSCULAR: OS EFEITOS DA SUBSTÂNCIA SEGUNDO A CIÊNCIA.

A creatina é conhecida por “inchar” o músculo, mas engana-se quem acha que ela só faz isso. Veja como a substância pode atuar a favor da hipertrofia!

Muita gente acha que a Creatina provoca apenas um inchaço no músculo, o que causaria a aparência de um maior volume muscular, mas sem efetivamente aumentar a massa magra. Só que isso não é verdade.

A suplementação de Creatina pode sim facilitar o ganho de massa muscular, bem como proporcionar outros benefícios para quem treina pesado.

Entre eles, está o aumento da capacidade corporal em treinos de alta intensidade, a redução da fadiga muscular, o aumento da redução de gordura, entre outros – todos eles são já bem conhecidos pela ciência.

Então, é possível afirmar com convicção que o efeito da Creatina é muito mais do que meramente estético e que este é um dos suplementos mais importantes para quem quer uma ferramenta útil em busca de um shape insano.

Quer saber mais sobre o que diz a ciência em relação aos benefícios do consumo desta substância?

E fica ligado que trouxemos dicas importantes para você!

Creatina e hipertrofia muscular: os efeitos da substância segundo a ciência

HIPERTROFIA MUSCULAR

Estudo prova que creatina é benéfica para quem treina, pois:

  • Contribui com a melhora do desempenho físico;
  • Melhora a composição corporal e tem relação direta com a massa corporal;
  • Ajuda a reduzir gordura e aumentar a massa magra.

Um estudo publicado em 2014, avaliou o efeito da suplementação de Creatina na hipertrofia em jovens praticantes de musculação com o objetivo de hipertrofia.

A intervenção foi realizada por um período de oito semanas e o grupo experimental recebeu 5g de Creatina monoidratada e 20g de maltodextrina, todos os dias.

O estudo concluiu que a suplementação de creatina pode ser benéfica, trazendo algumas vantagens e contribuindo com o nível de desempenho no trabalho resistido.

Apresentando melhora na composição corporal, como na redução no percentual de gordura e aumento de massa magra, ou seja, hipertrofia muscular.

Vários outros estudos também evidenciaram o aumento da massa magra em consequência da suplementação de creatina, combinada com treinamento físico. Essa meta-análise conduzida afirma que há evidências suficientes para afirmar que a suplementação de creatina acompanhada de treinamento de força resulta em aumento de hipertrofia maiores do que aqueles vistos com a suplementação ou treinamento de forma isolada.

Os mecanismos que explicam esse aumento da massa muscular com a suplementação de creatina e o treino de força ainda não foram esclarecidos, mas já existem muitas hipóteses sendo investigadas.

Estudos recentes também têm indicado que a suplementação de creatina pode aumentar a concentração intramuscular de IGF-I, que estimula o crescimento em quase todas as células do corpo, principalmente em células do músculo.

Ou seja, a suplementação de Creatina pode estimular o crescimento muscular/hipertrofia, sendo está uma hipótese.

FORÇA

  • Pesquisa mostra que a creatina promove aumento de força;
  • A mesma pesquisa sugere cerca de 40% no aumento de força;
  • Treino de força e suplementação com creatina favorecem a hipertrofia.

Outro estudo6 também investigou os efeitos da suplementação de creatina isolada e combinada ao treinamento de força.

Após 4 semanas, foi verificado que o grupo suplementado com creatina e submetidos a treinamento de força apresentou algumas mudanças.

O grupo demonstrou aumento de força dinâmica máxima no supino (18%) e leg press (42%), sendo estes resultados maiores em relação ao grupo suplementado com Creatina apenas.

Os autores também sugeriram que cerca de 40% desse aumento se deva aos efeitos agudos da suplementação de creatina e o restante devido a mecanismos mediados pelo treinamento.

O estudo ainda sugere que ainda que essa combinação aumenta a massa muscular, fluxo de sangue periférico, gasto de energia em repouso e melhora o colesterol no sangue.

RETENÇÃO HIDRÍCA E BALANÇO PROTEICO

Como mencionado acima, muitas pessoas creditam apenas à retenção hídrica provoca o aparente ganho de massa magra e peso corporal.

Porém, mudanças nos conteúdos intracelulares de água podem favorecer o aumento do crescimento das fibras musculares em resposta ao treinamento de força7.

Ou seja, essa retenção melhora a hidratação celular, otimizando a síntese proteica e por consequência auxilia no crescimento muscular.

VOLUME DE TREINAMENTO

A suplementação de creatina parece ter grande efeito sobre o aumento no volume de treinamento. Isso quer dizer que a creatina pode ajudar os praticantes de atividades físicas e atletas a aumentar as repetições com a mesma carga.

Levando a maiores ganhos de massa magra em um programa de treinamento de longo prazo.

Um estudo inclusive sugeriu que os benefícios da Creatina em relação a força e massa muscular são causados apenas pelo aumento do volume de treinamento.

Referência: https://www.feitodeiridium.com.br/efeitos-creatina-hipertrofia/

Existem várias marcas, tipos e preços de creatina disponíveis no mercado. A escolha de qual comprar deve se basear principalmente em algumas questões:

  • Qualidade da matéria-prima;
  • Confiança na marca;
  • Preço (custo-benefício);
  • Embalagem/duração;

Uma das melhores opções é a Atlas Creatina (Creatina da Iridium Labs). Como todos os produtos da marca, utiliza apenas matérias-primas de primeira linha e vem em embalagem de 300g.

Se você usar o produto conforme a recomendação de uso de 3g por dia (diluído em água), é suficiente para 100 dias, ou pouco mais de 3 meses.

Atlas é livre de conservantes, zero açúcar e zero sódio, e permite uma rápida absorção pelo organismo e todos os resultados e benefícios já comprovados pela ciência em relação à suplementação com a substância.

Se você quer saber mais sobre o produto e como comprá-lo, CLIQUE NO LINK ABAIXO:

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/atlas-creatina-300g/1327

Explicando a creatina

A creatina, é um aminoácido usado pelo organismo para fornecer energia. Fosfocreatina e creatina livre, que são armazenadas no corpo, formam o que é conhecido como pool total de creatina. Aqueles que aumentam o pool total de creatina são capazes de aumentar a energia disponível.

A creatina ajuda na volumização do músculo (torna os músculos maiores), aumenta a força, fornece energia aos músculos e amortece o ácido láctico. A creatina também pode prevenir a fadiga mental, ajuda no tratamento da herpes genital, diminui o risco de doença cardíaca coronariana ou cerebrovascular e tem sido associada a uma redução do risco de algumas doenças neuro degenerativas, como a doença de Alzheimer.

Você sabia que o nosso corpo produz a creatina naturalmente, um indivíduo armazena mais de 100 gramas dela, 95% da creatina é armazenada nos músculos esqueléticos, os 5% no cérebro, coração e testículos. A creatina é formada quando nossos rins, fígado e pâncreas convertem três aminoácidos – Arginina, Glicina e Metionina – em creatina. Podemos obter quantidades adicionais (embora minúsculas) de creatina de nossas dietas por meio de alimentos como carne vermelha e salmão, desde que você consuma 18 bifes para obter 20 gramas de creatina, a maneira mais eficaz de aumentar a sua presença é usar um suplemento comercial de alta qualidade.

FORÇA E RESISTÊNCIA

Quando você consome creatina, ela combina com o fosfato em seu corpo para criar fosfocreatina, que por sua vez é armazenada em suas células musculares, esperando para ser chamada para produzir energia. Quando seus músculos são expostos a exercícios curtos, mas intensos (de 0 a 30 segundos), você invoca seu sistema alático (também conhecido como fosfogênio, ou sistema ATP-PC) para completar o trabalho. Quando você expõe seus músculos a este exercício curto e e de alta intensidade, eles precisam de uma energia química chamada ATP (Adenosina Trifosfato), a fonte de energia mais rápida e melhor para seus músculos. Infelizmente, o ATP está em falta nos músculos. Quando você fica sem ATP, fica sem “gasolina” é aqui que que a creatina faz seu trabalho.

Essencialmente, a creatina ajuda no ganho de peso e a completar as repetições na execução dos exercícios. Está elevada capacidade de trabalho resulta no aumento do tecido muscular magro. Como a creatina oferece estímulo aumentado para curtos períodos de energia, os atletas de musculação, futebol americano, hóquei, beisebol, corrida, fisiculturismo, basquete ou qualquer outro esporte que requeira rajadas de energia rápidas, mas substanciais, se beneficiam deste suplemento.

QUANDO INICIAR A SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA

A creatina é um suplemento muito recomendado para treinamento de explosão e força, como está concentrada em mais de 95% em nosso musculo esquelético, necessitamos de uma alta demanda desse aminoácido para práticas esportivas.

Se você está iniciando esportes de explosão, como corridas, ciclismo, musculação, natação. Pode ser iniciada a suplementação de uma forma segura. A dose indicada é de 3g após o treino. Dessa forma seu índice plasmático de creatina irá aumentar periodicamente, não ocasionando nenhum tipo de efeito colateral. Isso permitirá que seus músculos aumentem de tamanho, criando mais força e resistência para sua rotina de treino.

Caso você esteja começando treino de força como a musculação, pode aderir a suplementação de creatina após sua rotina de exercícios juntamente com whey protein ou hiperproteico. Lembrando que o consumo de líquido é indispensável com a creatina. Quanto mais água seu organismo receber maior será a efetividade do suplemento.