Dia nacional da luta das pessoas com deficiência

Hoje é um dia mais que especial e que deveria ser lembrado sempre! Dia de luta das pessoas com deficiência! De pessoas guerreiras que superam suas dificuldades diariamente!

“Acredite em você e em tudo que você é. Saiba que existe algo dentro de você que é maior que qualquer obstáculo.”

Anúncios

CREATINA E HIPERTROFIA MUSCULAR: OS EFEITOS DA SUBSTÂNCIA SEGUNDO A CIÊNCIA.

A creatina é conhecida por “inchar” o músculo, mas engana-se quem acha que ela só faz isso. Veja como a substância pode atuar a favor da hipertrofia!

Muita gente acha que a Creatina provoca apenas um inchaço no músculo, o que causaria a aparência de um maior volume muscular, mas sem efetivamente aumentar a massa magra. Só que isso não é verdade.

A suplementação de Creatina pode sim facilitar o ganho de massa muscular, bem como proporcionar outros benefícios para quem treina pesado.

Entre eles, está o aumento da capacidade corporal em treinos de alta intensidade, a redução da fadiga muscular, o aumento da redução de gordura, entre outros – todos eles são já bem conhecidos pela ciência.

Então, é possível afirmar com convicção que o efeito da Creatina é muito mais do que meramente estético e que este é um dos suplementos mais importantes para quem quer uma ferramenta útil em busca de um shape insano.

Quer saber mais sobre o que diz a ciência em relação aos benefícios do consumo desta substância?

E fica ligado que trouxemos dicas importantes para você!

Creatina e hipertrofia muscular: os efeitos da substância segundo a ciência

HIPERTROFIA MUSCULAR

Estudo prova que creatina é benéfica para quem treina, pois:

  • Contribui com a melhora do desempenho físico;
  • Melhora a composição corporal e tem relação direta com a massa corporal;
  • Ajuda a reduzir gordura e aumentar a massa magra.

Um estudo publicado em 2014, avaliou o efeito da suplementação de Creatina na hipertrofia em jovens praticantes de musculação com o objetivo de hipertrofia.

A intervenção foi realizada por um período de oito semanas e o grupo experimental recebeu 5g de Creatina monoidratada e 20g de maltodextrina, todos os dias.

O estudo concluiu que a suplementação de creatina pode ser benéfica, trazendo algumas vantagens e contribuindo com o nível de desempenho no trabalho resistido.

Apresentando melhora na composição corporal, como na redução no percentual de gordura e aumento de massa magra, ou seja, hipertrofia muscular.

Vários outros estudos também evidenciaram o aumento da massa magra em consequência da suplementação de creatina, combinada com treinamento físico. Essa meta-análise conduzida afirma que há evidências suficientes para afirmar que a suplementação de creatina acompanhada de treinamento de força resulta em aumento de hipertrofia maiores do que aqueles vistos com a suplementação ou treinamento de forma isolada.

Os mecanismos que explicam esse aumento da massa muscular com a suplementação de creatina e o treino de força ainda não foram esclarecidos, mas já existem muitas hipóteses sendo investigadas.

Estudos recentes também têm indicado que a suplementação de creatina pode aumentar a concentração intramuscular de IGF-I, que estimula o crescimento em quase todas as células do corpo, principalmente em células do músculo.

Ou seja, a suplementação de Creatina pode estimular o crescimento muscular/hipertrofia, sendo está uma hipótese.

FORÇA

  • Pesquisa mostra que a creatina promove aumento de força;
  • A mesma pesquisa sugere cerca de 40% no aumento de força;
  • Treino de força e suplementação com creatina favorecem a hipertrofia.

Outro estudo6 também investigou os efeitos da suplementação de creatina isolada e combinada ao treinamento de força.

Após 4 semanas, foi verificado que o grupo suplementado com creatina e submetidos a treinamento de força apresentou algumas mudanças.

O grupo demonstrou aumento de força dinâmica máxima no supino (18%) e leg press (42%), sendo estes resultados maiores em relação ao grupo suplementado com Creatina apenas.

Os autores também sugeriram que cerca de 40% desse aumento se deva aos efeitos agudos da suplementação de creatina e o restante devido a mecanismos mediados pelo treinamento.

O estudo ainda sugere que ainda que essa combinação aumenta a massa muscular, fluxo de sangue periférico, gasto de energia em repouso e melhora o colesterol no sangue.

RETENÇÃO HIDRÍCA E BALANÇO PROTEICO

Como mencionado acima, muitas pessoas creditam apenas à retenção hídrica provoca o aparente ganho de massa magra e peso corporal.

Porém, mudanças nos conteúdos intracelulares de água podem favorecer o aumento do crescimento das fibras musculares em resposta ao treinamento de força7.

Ou seja, essa retenção melhora a hidratação celular, otimizando a síntese proteica e por consequência auxilia no crescimento muscular.

VOLUME DE TREINAMENTO

A suplementação de creatina parece ter grande efeito sobre o aumento no volume de treinamento. Isso quer dizer que a creatina pode ajudar os praticantes de atividades físicas e atletas a aumentar as repetições com a mesma carga.

Levando a maiores ganhos de massa magra em um programa de treinamento de longo prazo.

Um estudo inclusive sugeriu que os benefícios da Creatina em relação a força e massa muscular são causados apenas pelo aumento do volume de treinamento.

Referência: https://www.feitodeiridium.com.br/efeitos-creatina-hipertrofia/

Existem várias marcas, tipos e preços de creatina disponíveis no mercado. A escolha de qual comprar deve se basear principalmente em algumas questões:

  • Qualidade da matéria-prima;
  • Confiança na marca;
  • Preço (custo-benefício);
  • Embalagem/duração;

Uma das melhores opções é a Atlas Creatina (Creatina da Iridium Labs). Como todos os produtos da marca, utiliza apenas matérias-primas de primeira linha e vem em embalagem de 300g.

Se você usar o produto conforme a recomendação de uso de 3g por dia (diluído em água), é suficiente para 100 dias, ou pouco mais de 3 meses.

Atlas é livre de conservantes, zero açúcar e zero sódio, e permite uma rápida absorção pelo organismo e todos os resultados e benefícios já comprovados pela ciência em relação à suplementação com a substância.

Se você quer saber mais sobre o produto e como comprá-lo, CLIQUE NO LINK ABAIXO:

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/atlas-creatina-300g/1327

Motivacional da semana

Segunda-feira dia mundial de começar a dieta e ir para academia chegou! E tenho certeza de que você está animado para ir à academia e usar os suplementos que comprou na Nutresul.

Chega de desculpas, não existe tempo quente ou frio, não existe roupa adequada ou dia certo para começar. Apenas comece!

Trace seus objetivos, vença seu despertador e seja um campeão independente do dia da semana!

Motivacional da semana

Não se deixe abater pelo cansaço da semana e pela rotina esmagadora que muitas vezes nosso dia a dia exige.

Seja sua própria motivação, aproveite o frio do inverno e treine muito para o corpo esquentar, acredite em você mesmo e acima de tudo supere suas próprias limitações.

Terça feira é o seu dia, é o nosso dia!

Combo especial dia do homem

Composição do Combo:

> Super Whey 3w (907g) – Integralmédica.
> Maca Peruana 500 mg (60 Caps) – Apisnutri
> Tribulus Terrestris 63% Saponinas 700mg (150 Caps) – Max Power Evolution
> Creatine (100g) – Max Titanium
> Porta Cápsula Preto 4×1 – Athletica Nutrition
> Coqueteleira Darkness Preta 1 dose (600m) – Integralmédica

Para esse dia do Homem, lançamos uma novidade só para eles.

O Combo Homem Musculoso apresenta os principais benefícios para quem busca ampliar os resultados em:

> GANHAR MASSA MUSCULAR;

> AUMENTAR A FORÇA E RESISTÊNCIA MUSCULAR;

> AUMENTAR A TESTOSTERONA.

Todos sabem que esses resultados não são fáceis de conseguir e para dar um UP na sua dieta, vamos acrescentar alguns compostos que possuem efeitos fisiológicos que irão proporcionar esses resultados.

Whey Protein: Proteína de alto valor biológico. Possui todos os aminoácidos essenciais para quem busca ganhar massa muscular.

Creatina: Aumento da retenção hídrica no organismo, favorecendo a recuperação muscular e garantindo um estoque energético de fosfocreatina.

Maca Peruana: O consumo do tubérculo deve-se ao seu valor nutritivo e conteúdo fitoquímico. Suas propriedades medicinais estão conectadas à fertilidade e à vitalidade.

Tribulus Terrestris 63% Saponinas: Aumenta a testosterona de forma natural, além de ser um poderoso antioxidante, combatendo os radicais livres.

Na compra desse SUPER COMBO, você leva de BRINDE:

> Porta Cápsula Preto 4×1 – Athletica Nutrition
> Coqueteleira Darkness Preta 1 dose (600m) – Integral Médica

DE: R$ 316,40

POR: R$ 199,90

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/combo-homem-musculoso/2448072

7 regras para iniciantes na musculação

Iniciantes precisam saber que o caminho para se tornar o mestre da academia é longo. Até lá, é preciso seguir algumas regras fundamentais.

Treinar direito e ter os resultados que você espera não é uma tarefa fácil. É preciso muita dedicação, disciplina e foco para chegar lá. E conhecimento também.

Quando alguém decide começar a treinar, precisa saber que terá um longo caminho pela frente inclusive de aprendizado.

Nos primeiros meses de treino, é preciso ter a mente aberta e saber que é preciso se dedicar não só aos exercícios, mas em aprender como fazer o treino da melhor forma

Por isso, preparamos uma lista com algumas regras que todo mundo que está começando a treinar deveria seguir.

Não incluímos na lista coisas óbvias como estabelecer um objetivo claro; definir metas com prazos possíveis de serem alcançados; fazer exames médicos e avaliação física, etc.

Nossa lista foca em atitudes que todo iniciante deve ter durante seus primeiros meses de treino.

O estudo da fisiologia do exercício já provou que as primeiras adaptações do treino de musculação acontecem no sistema nervoso.

Como? A hora que um iniciante se dá conta que os resultados não vão aparecer nas primeiras duas semanas de treino, e precisa encontrar motivação para seguir em frente, é o melhor exemplo.

Quer saber quais são as regras de ouro para iniciantes nas academias? Confira abaixo!

1 – Não pule a adaptação

Os músculos, tendões e ligamentos precisam de um período de 4 a 8 semanas para se adaptar aos novos estímulos de força.

Se pular esta etapa de adaptação, na qual os exercícios são mais leves, o preço a se pagar pode ser bem alto no futuro – com lesões sérias.

Por causa disso, os profissionais da área recomendam que se faça um treino de adaptação.

Nunca ouviu falar? Então veja abaixo:

Treino de adaptação

Frequência: 2 a 3 treinos semanais
Repetições: 12 a 15 repetições
Exercícios por grupo muscular: 1
Séries: uma na primeira semana; 2 na segunda e na terceira semana; 3 a partir da quarta semana
Carga: na ultima repetição deve ser relativamente pesado (se estiver leve, aumente na série seguinte)

2 – Comece nos aparelhos

O iniciante, de forma geral, tem mais dificuldade de realizar os movimentos com pesos livres pelo simples fato de que pesos livres exigem boa técnica de execução e mais experiência.

É muito mais fácil errar um movimento e fazer um exercício com postura corporal inadequada com pesos livres e a inexperiência aumenta esse risco.

As máquinas (ou aparelhos), por outro lado, ajudam a guiar o movimento e diminuem a chance de erro de postura, movimento e afins.

Por tudo isso, é a melhor opção pra quem está começando.

Os equipamentos ajudam a melhorar a coordenação motora e neuromuscular e depois de apenas um ou dois meses de treino, já é possível partir para os pesos livres.

Mas não adianta ter pressa para fazer isso, muito menos pular esta etapa.

3 – Grupos grandes primeiro

O corpo humano possui cerca de 600 músculos, e não adianta achar que você vai treinar tudo isso em pouco tempo.

Aliás, ocorre o contrário: no início e por um bom tempo você deve focar em alguns grupos musculares específicos, e treinar uma pequena parte do total de músculos do seu corpo.

Os principais grupos musculares para trabalhar quando se está dando os primeiros passos na academia são:

Superiores: Peitoral / Dorsal / Deltoide / Bíceps / Tríceps
Core: Abs / Oblíquos / Paravertebral (musculatura inferior das costas)
Inferiores: Quadríceps / Glúteos / Isquiotibiais / Panturrilhas

É fundamental iniciar sempre uma sessão de treino com os grupos musculares maiores e depois passar para os menores.

Os grupos musculares menores geralmente servem como sinergistas para os grandes, e treiná-los antes pode aumentar a fadiga muscular, o que vai diminuir a sua capacidade de treinar e eventualmente pode causar lesões.

Um exemplo: treine primeiro peito e costas, e só depois parta para tríceps e bíceps.

4 – Enfatize os multiarticulares

Exercícios multiarticulares são aqueles que envolvem mais de uma articulação.

Assim, você envolve mais músculos num só exercício, gerando uma demanda energética maior, assim como uma maior geração de força e, claro, melhores resultados.

Dê preferência ao Supino Máquina, por exemplo, em relação ao Peck Deck.

No Supino Máquina, além do peitoral, você trabalha bíceps e ombro. Já no Peck Deck, o exercício praticamente isola o peitoral.

5 – Priorize movimentos perfeitos e amplos

A execução perfeita dos movimentos vai preservar suas articulações.

Tente realizar os movimentos com a melhor técnica possível.

Para isso a gente precisa mesmo dizer? você precisa de um educador físico.

Não adianta ver vídeos no YouTube, ou olhar o maromba no equipamento ao lado, ou conversar com amigo marombeiro. Para aprender direito, você precisa de um professor.

Feito isso, é importante priorizar movimentos mais amplos em relação aos movimentos curtos.

Exercícios com amplitudes de movimento maiores recrutam mais unidades motoras e, consequentemente, as fibras musculares vão ganhar volume, te deixando maior, muito mais rapidamente.

6 – Acerte a carga

Saber a carga ideal para um iniciante não é uma tarefa fácil.

O ideal seria encontrar 100% de uma repetição máxima e então colocar em torno de 80 a 85% deste valor.

No entanto, fazer o teste de 1RM não é simples para um iniciante, e pode provocar lesões.

Assim, o ajuste da carga deve ser feito na base da “tentativa e erro”.

Um profissional experiente em geral consegue chegar próximo à carga adequada de primeira mais um motivo para contar com um especialista ao seu lado. Mas, de qualquer forma, é possível acertar aos poucos.

Utilizar a carga correta nos exercícios é fator fundamental para você crescer treinar com uma carga excessivamente leve é perda de tempo.

Ajuste a carga para a sua realidade e suas necessidade sempre que for necessário, mesmo no período de adaptação fazendo evoluções bem graduais, claro.

7 – Comer e dormir bem fazem parte do treino

Os pilares do bom treinamento: TREINAR + COMER + DORMIR!

Uma boa alimentação é essencial. Os alimentos é que serão utilizados pelo nosso organismo para construir novos tecidos e estocar ou utilizar energia.

Uma alimentação ruim, desequilibrada, pode fazer o estoque de energia ser maior do que sua utilização e a construção de músculos e isso vai fazer você engordar.

É preciso equilibrar a ingestão de todos os micro e macronutrientes, e é importante saber quanto de cada um deles consumir.

Mas além de um ótimo treino e de uma alimentação balanceada, descansar é fundamental. É no descanso que todos os hormônios vão ser sintetizados pelo seu corpo e você vai anabolizar.

Dormir bem é condição primária e obrigatória para quem quer ficar no shape!

E aí, você está começando a treinar? Já segue todas essas regras ou alguma é novidade para você? Conte sua experiência nos comentários!

Fonte: Iridium