Coenzima Q10

Já ouviu falar em Coenzima Q10? E CoQ10? Talvez ubiquinona? Não? Então deixa que eu te explico!

A suplementação com este composto de vários nomes vem ganhando cada vez mais adeptos. Principalmente para combater efeitos colaterais do tratamento com estatinas. Mas esta coenzima, quando em níveis adequados, auxilia uma série de processos no organismo e pode também ser recomendada para reforçar o sistema antioxidante e a produção de energia nas mitocôndrias.

Saiba neste texto mais sobre a CoQ10: o que é, como atua no organismo e como pode ser suplementada.

O que é a coenzima Q10

A CoQ10 está presente em praticamente todas as células do organismo. No entanto, por sua participação na produção de ATP (forma de o organismo realizar a produção de energia), ela é mais concentrada em órgãos de grande demanda energética. Entre eles estão o coração, o cérebro, os rins e o fígado.

Também é considerado um potente antioxidante intracelular, protegendo a estrutura das células da destruição da própria parede celular causada pelos radicais livres produzidos diariamente pelo metabolismo energético. Além disso, estimula a biogênese mitocondrial, ou seja, a produção de novas mitocôndrias dentro das células.

Quando a suplementação pode ser recomendada:

> Pessoas que fazem uso de estatinas para combater o colesterol têm uma supressão da síntese de coenzima Q10 no corpo. Diversos estudos indicam uma relação entre a baixa concentração plasmática de coenzima Q10 e a doença arterial coronariana. Além disso, nessas pessoas há risco de prejuízos para o sistema antioxidante e para a produção de energia a nível celular.

> Estudos mostram que, com os radicais livres sob controle e com mais energia nas células, há um aumento nas chances de a mulher gerar óvulos saudáveis, a fertilidade feminina é impulsionada. Verificou-se também que a redução nas concentrações de CoQ10, com o avançar da idade, coincide com um declínio na fertilidade e o aumento de alterações cromossômicas nos embriões.

> Reforçar os sistemas de defesa: Quando em situação de estresse oxidativo, há uma maior demanda pela coenzima, que tem função antioxidante. A CoQ10 também inibe o início e interfere na propagação da oxidação de lipídios e proteínas, uma propriedade não encontrada em outros antioxidantes.

Além disso, a coenzima Q10 reforça a atividade do complexo proteico NF-kB, que está envolvido na resposta celular a estímulos como o estresse, radicais livres, radiação ultravioleta, oxidação de LDL e antígenos virais e bacterianos. O NF-κB também desempenha um papel fundamental na regulação da resposta imunitária à infecção.

A Coenzima Q10 também é recomendada para:

> Acelerar a recuperação de cirurgias: a CoQ10 melhora a resposta ao trauma cirúrgico. Um estudo mostrou que a suplementação de coenzima Q10 pode aumentar significativamente a capacidade antioxidante e reduzir os níveis de marcadores inflamatórios em pacientes que se recuperam de uma cirurgia.

> Melhorar o desempenho esportivo: a coenzima pode aumentar a quantidade de energia disponível para os músculos. Pesquisa mostra que a administração oral de coenzima Q10 é capaz de reduzir a sensação de fadiga e aumentar o desempenho físico durante exercícios.

> Atenuar os sintomas da fibromialgia: estudo mostrou a relação entre suplementação com CoQ10 e redução dos sintomas de fibromialgia como dor, ansiedade e depressão. Também foi registrada uma diminuição em relatos de fadiga crônica e cansaço matinal.

> Controlar insuficiência cardíaca: estudos relatam que os níveis de CoQ10 tendem a diminuir no miocárdio de pacientes com insuficiência cardíaca. Testes de suplementação com CoQ10 relataram melhorias nos parâmetros funcionais do coração em pacientes com esta doença.

Efeito adicional:
Estudos apontam a CoQ10 como um agente terapêutico potente para a enxaqueca, atenuando sua duração e frequência.

Por que tomar a CoQ10?

O nível de CoQ10 no corpo pode sofrer redução por uma série de fatores. Entre eles:

1) Declínio natural pela idade;

2) Situação de estresse oxidativo;

3) Dieta rica em carboidratos simples;

4) Tratamento com estatinas;

5) Prática esportiva intensa.

A suplementação com CoQ10 pode ser recomendada para pessoas que enfrentam estes cenários.

Como tomar a CoQ10

Estudos indicam que a maioria dos efeitos benéficos são obtidos com a ingestão diária de 100mg de CoQ10.

Suplementos de CoQ10 são todos iguais?

Para que a suplementação tenha o máximo efeito, é recomendado que ela apresente uma estrutura idêntica à CoQ10 produzida naturalmente pelo organismo. Com isso, sua absorção é facilitada.

Ela pode ainda receber ingredientes que potencializam seus efeitos. A presença de tocoferóis (vitamina E) e de ômega-3 pode duplicar a biodisponibilidade da Coenzima Q10. Isso porque sua absorção se dá em meio lipofílico, ou seja, rico em gordura.

Referência: https://www.essentialnutrition.com.br/conteudos/coenzima-q10-para-que-serve-e-como-tomar/

Anúncios

Combo melhor idade

O combo melhor idade é para você que está curtindo o melhor da vida e não quer deixa-se abalar por uma indisposição. Separamos os principais nutrientes para você ficar de bem consigo mesmo. As utilizações dos produtos fornecem diversos benefícios à saúde como:

– Maior capacidade de absorção dos nutrientes;
– Regulação da flora intestinal;
– Regulação da pressão arterial;
– Faz bem ao sistema cardiovascular;
– Regula o colesterol Total;
– Mantém ossos, cartilagens e tendões saudáveis;
– Mantém um bom sistema energético do organismo;
– Mantém um processo antioxidante, protegendo as células do organismo.

DE: R$ 126,60
POR: R$ 79,90

Comprar:https://www.nutresul.com.br/produto/combo-melhor-idade/2447359

Suplementos para a terceira idade

As doenças cardiovasculares (DCVs) representam a principal causa de mortalidade no Brasil, sendo 31% das mortes em homens e 39% nas mulheres, com faixa etária acima de 40 anos.
A nutrição na terceira idade é importante para um envelhecimento com saúde. Alguns suplementos são essenciais para essa fase da vida, pois:
-Colaboram na manutenção da massa muscular;
-Melhoram a defesa do corpo;
-Desintoxicam o organismo;
-Agem na regulação do colesterol LDL e HDL e triglicerídeos.
Além de vários outros benefícios, afirma.

Conheça os cinco suplementos mais vendidos para as pessoas dessa faixa etária:

Ômega 3

Este ácido graxo é encontrado em óleos de peixes (principalmente a cavala, sardinha, salmão) de águas frias e profundas. Algumas das suas principais funções:

  • Auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares;
  • Diminuição da agregação plaquetária (Evitando infarto agudo do miocárdio);
  • Redução dos níveis de colesterol LDL (Ruim) e regulação do colesterol HDL (Bom) e triglicerídeos;
  • Atenuação de estados inflamatórios como a artrite;
  • Diminuição da pressão sanguínea (hipertensão);
  • Redução da viscosidade do sangue que permite uma circulação sanguínea mais ativa, promovendo uma melhor nutrição e oxigenação dos tecidos.

Importante saber: A Food and Drug Administration (2000) estabeleceu que o consumo diário de EPA e DHA que são os principais compostos dos ácidos graxos essenciais Ômega 3, não deverá exceder 3 g/dia devido a possíveis efeitos adversos.

Colágeno Hidrolisado

Produzido a partir de ossos e de cartilagem bovina, o colágeno é uma proteína primária do tecido conjuntivo, representando cerca de 30% das proteínas de origem animal.

É considerado um aminoácido de suma importância no organismo que assegura a coesão, elasticidade e regeneração da pele, cartilagens e ossos.

A ingestão de colágeno hidrolisado estimula a produção endógena de colágeno, assegurando o conjunto de aminoácidos e peptídeos úteis para a síntese do colágeno, dando suporte nutricional para, osteoartrose, dor articular, osteopenia e perda da firmeza óssea.

Glutamina

A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no tecido muscular. Além de atuar como nutriente (energético) para as células imunológicas, apresenta uma importante função anabólica, promovendo o crescimento muscular. Este efeito pode estar associado à sua capacidade de captar água para o meio intracelular, o que estimula assim a síntese proteica.

A glutamina exerce funções muito importantes para o corpo, que são:

  • Manutenção do sistema imunológico;
  • Possível reguladora da síntese e da degradação de proteínas;
  • Controle do volume celular;
  • Desintoxicação corporal do nitrogênio e da amônia;
  • Controle entre o catabolismo e anabolismo;
  • Atua no combate à síndrome do overtraining e beneficia as células intestinais, resultando em melhor digestibilidade e aproveitamento dos aminoácidos.

Óleo de Prímula

A suplementação com óleo de prímula é muito benéfica ao organismo, é rica em ácido graxo (Ômega 6) que não é produzido naturalmente pelo organismo e precisa ser obtido na dieta, especialmente o GLA (ácido gama linolênico).

Para a terceira idade este ácido graxo também favorece a saúde cardiovascular, alivia os sintomas da artrite reumatoide, auxilia na diminuição dos níveis de colesterol e no tratamento e prevenção do diabetes, eczema atópico, hipertensão, alcoolismo e síndrome pré-menstrual.

Ele também é conhecido por diminuir os efeitos da tensão pré-menstrual, diminuir a queda de cabelo e no tratamento da acne, melhora o fluxo sanguíneo e diminui a resposta de hormônios responsáveis pelo aumento da pressão arterial, renina e angiotensina.

Além de possuir função muito importante na formação da membrana lipídica, aumenta a penetração na pele e a restauração da função de barreira de água na epiderme.

Multivitamínicos

Os suplementos multivitamínicos têm como objetivo repor os nutrientes que por falta da ingestão na dieta e estão limitados em nosso organismo. Assim sendo um facilitador para reposição das quantidades diárias de vitaminas e minerais.

Os multivitamínicos combatem o estresse diário, fornecem energia, combatem a deficiência de vitaminas no organismo, ajudam o cérebro a funcionar melhor e previnem doenças cardiovasculares e câncer.

Os multivitamínicos são apresentados em suas composições por diferentes gamas de vitaminas e minerais, a boa indicação do nutricionista é sempre atentar-se as vitaminas e minerais que estão isentas ou deficiente em seu organismo, para assim realizar a suplementação do complexo multivitamínico.