Combo saúde e cardio

Composição do Combo:

> Fish Oil Ômega 3 (100 Softs) – Performance Nutrition

> Cálcio + Vitamina D3 – 450mg (120 caps)

Proteja de forma eficiente o seu sistema cardiovascular! Adquira já o combo certo para que você possa passar por fortes emoções.

Os minerais e ácidos graxos presentes nesse combo promocional exclusivo ajudam no controle efetivo do seu nível de triglicerídeos e na manutenção dos índices de Cálcio e Vitamina D3 em seu organismo.

Você sabia que o Ômega 3 é essencial para nossa saúde cardiovascular e que nosso organismo não o sintetiza de forma natural? Dessa forma a ingestão desse mineral é indispensável para uma vida saldável.

A ingestão de ômega 3 diminui a concentração da proteína C-reativa (PCR) do sangue, um marcador da inflamação que é fortemente associado a risco de derrames e ataques cardíacos.

Veja alguns dos benefícios que o consumo de Ômega 3 pode trazer para a sua vida:

> Diminuir os riscos de complicações cardiovasculares;

> Prevenir arritmias cardíacas;

> Diminuir os riscos de trombose;

> Diminuir as taxas de triglicerídeos, evitando problemas correlatos.
Não deixe para depois a saúde de seu coração! Clique no LINK abaixo e adquira a qualidade de vida que você e sua família merecem!

LINK: https://www.nutresul.com.br/produto/combo-saude-cardiovascular/2448168

Anúncios

Benefícios do DHA

Estudos dos efeitos metabólicos dos ácidos graxos ômega 3, em especial o DHA, concluem que esses compostos podem ter mais benefícios para o nosso organismo além dos que já conhecemos. Foi descoberto agora que atuam na prevenção de doenças do fígado.

A pesquisa, feita por cientistas da Universidade do Estado de Oregon e outras instituições, foi uma das primeiras de seu tipo a usar metabolômica, uma análise de metabólitos que refletem os efeitos biológicos de ômega 3 no fígado. Foram pesquisados também os danos sofridos pelo fígado frente à dieta ocidental, que cada vez mais está relacionada à inflamação do fígado, fibrose, cirrose e, por vezes, insuficiência hepática. Os resultados foram surpreendentes, dizem os pesquisadores. A suplementação com DHA gerou mudanças expressivas observáveis no metabolismo de carboidratos, proteínas e aminoácidos, bem como no metabolismo lipídico.

Os resultados dos estudos indicam que suplementar com DHA é uma maneira de prevenir os danos do fígado causados pela dieta ocidental, que, geralmente, é baseada em um consumo excessivo de carne vermelha, açúcar, gordura e grãos processados. A pesquisa foi publicada na revista científica online PLoS One.

“Ficamos impressionados com a influência do ômega 3 e dos ácidos graxos (como o DHA) no organismo”, disse Donald Jump, professor da faculdade de OSU de Saúde Pública e Ciências Humanas. “A maioria dos estudos sobre esses nutrientes indica efeitos sobre o metabolismo lipídico e inflamação. Nossa análise metabolômica indica que os efeitos do ômega 3 vão além disso e inclui o metabolismo de carboidratos, aminoácidos e metabolismo das vitaminas”, acrescentou.

Recentemente, o ômega 3 tem sido objeto de pesquisa e muitas vezes com resultados conflitantes. As possíveis razões para as contradições são as quantidades de suplementos usados e a abundância relativa de dois ômega 3 comuns – DHA e EPA. Estudos em OSU concluíram que o DHA tem mais capacidade, quando comparado ao EPA, para prevenir a formação de metabolitos prejudiciais. Verificou-se que a suplementação de DHA reduziu até 65% das proteínas envolvidas em fibrose do fígado.

Os estudos foram realizados com animais de laboratório, que receberam um nível de suplementação de DHA equivalente a cerca de 2 a 4 gramas por dia, para uma pessoa de estrutura mediana. Na dieta, as fontes mais comuns de DHA são os peixes com mais teor de gordura, como salmão, cavala ou sardinha.

“Muitos estudos são feitos sobre doenças hepáticas, e estamos apenas começando a explorar o potencial do DHA na prevenção ou no retardamento da progressão da doença”, disse Jump, que também é pesquisador no Instituto Linus Pauling da OSU.

Tanto o diabetes quanto as doenças hepáticas aumentam de forma constante no Estados Unidos. Para Junmp, “o óleo de peixe, um suplemento comumente usado para fornecer ômega 3, normalmente não é prescrito para regular os níveis de glicose no sangue em pacientes diabéticos, mas nossos estudos sugerem que o DHA pode reduzir a formação de metabolitos de glicose nocivos associados a complicações diabéticas”.

A Fundação Americana do Fígado estimou que cerca de 25% da população do país, e 75% dos que são obesos, têm doença hepática gordurosa não alcoólica (esteatose hepática). Isso pode evoluir para esteato-hepatite não alcoólica, cirrose e câncer. Esse estudo estabeleceu que o principal alvo de DHA no fígado é o controle da inflamação, o estresse oxidativo e fibrose, que são as características mais graves dos problemas hepáticos.

Fonte: Essential Nutrition

O que são alimentos oleaginosos e o que ela oferece?

Em primeiro lugar, um pequeno fato etimológico: a semente de oleaginosa vem da palavra latina Oleum, que significa “óleo”. De fato, as oleaginosas são alimentos vegetais que extraem óleo. Isso inclui nozes, amêndoas, avelãs, pinhões, pistaches, azeitonas ou sementes, como abóbora, linho, gergelim, cola, girassol, etc.

As oleaginosas em particular oferecem proteínas vegetais, fibras, muitos minerais, magnésio, potássio, ferro, cálcio, zinco, cobre, selênio e vitaminas B e E. As amêndoas, por exemplo, têm um conteúdo muito alto de vitamina E e ômega 9.

Recomenda-se comer um punhado de oleaginosas todos os dias, porque elas são boas para sua saúde.

Outros benefícios:

Vários benefícios estão correlacionados com o consumo de oleaginosas, o consumo diário ideal para que não ocorra o ganho de peso é em torno de 25-30g do alimento.

Por ser um alimento muito rico em fibra, as oleaginosas possuem o papel de elevar a saciedade, evitando que haja o consumo excessivo de outros alimentos, principalmente açúcares e gorduras ruins.

As oleaginosas também podem ajudar a controlar o diabetes mais facilmente, uma vez que são ricas em fibras, diminuem a taxa de açúcar no sangue, que para esses indivíduos é muito perigoso. Pois o açúcar em excesso pode causar hiperglicemia induzida.

Muitos estudos têm demonstrado que o consumo diário de oleaginosas, diminui os níveis de colesterol ruim (LDL) e aumenta o nível de colesterol bom (HDL), pela sua riqueza em gorduras boas, o que de fato é muito bom para sua saúde cardiovascular!

Hoje, os profissionais recomendam uma ingestão diária de 25 gramas de oleoaginosas diariamente. Dessa forma você pode combinar suas oleaginosas no café da manhã com uma taça de iogurte com frutas. Ou até mesmo no lanche da tarde, como um snack para passar a vontade daquele docinho.

Confira nossas opções de oleaginosas: https://www.nutresul.com.br/produtos/oleaginosas/267

Benefícios do ômega 3

Ômega 3 é um dos poucos tipos de gordura que o organismo humano não consegue sintetizar, e por isso deve ser realizada a sua ingestão através dos alimentos, como peixes de águas frias e profundas como, por exemplo, o salmão, sardinha e atum. O Ômega 3 também pode ser ingerido através de suplementos alimentares, que apresentam uma formulação de acondicionamento do composto por microencapsulação, preservando assim todas as suas propriedades.

Conheça alguns benefícios do Ômega 3;
– Previne a Aterosclerose;
– Diminui a agregação do colesterol LDL
– Evitando infarto do miocárdio;
– Aumenta a taxa de colesterol HDL – ótimo para nossa saúde;
– Aumenta a capacidade do organismo de queimar gordura;
– Previne o câncer (como exemplo o de próstata, intestino e de mama);
– É um anti-inflamatório natural;
– Apresenta bons índices no controle da depressão;
– Melhora o desempenho esportivo (aumenta a capacidade de o corpo absorver oxigênio);
– Diminui o risco de doenças degenerativas do cérebro;
– Protege o coração (evita problemas cardíacos);

Que tal incluir este produto na sua dieta?

Você pode encontrar o produto em nosso site:
https://www.nutresul.com.br/produtos/oleo-de-krill-e-omega-3/157

Suplementos para a terceira idade

As doenças cardiovasculares (DCVs) representam a principal causa de mortalidade no Brasil, sendo 31% das mortes em homens e 39% nas mulheres, com faixa etária acima de 40 anos.
A nutrição na terceira idade é importante para um envelhecimento com saúde. Alguns suplementos são essenciais para essa fase da vida, pois:
-Colaboram na manutenção da massa muscular;
-Melhoram a defesa do corpo;
-Desintoxicam o organismo;
-Agem na regulação do colesterol LDL e HDL e triglicerídeos.
Além de vários outros benefícios, afirma.

Conheça os cinco suplementos mais vendidos para as pessoas dessa faixa etária:

Ômega 3

Este ácido graxo é encontrado em óleos de peixes (principalmente a cavala, sardinha, salmão) de águas frias e profundas. Algumas das suas principais funções:

  • Auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares;
  • Diminuição da agregação plaquetária (Evitando infarto agudo do miocárdio);
  • Redução dos níveis de colesterol LDL (Ruim) e regulação do colesterol HDL (Bom) e triglicerídeos;
  • Atenuação de estados inflamatórios como a artrite;
  • Diminuição da pressão sanguínea (hipertensão);
  • Redução da viscosidade do sangue que permite uma circulação sanguínea mais ativa, promovendo uma melhor nutrição e oxigenação dos tecidos.

Importante saber: A Food and Drug Administration (2000) estabeleceu que o consumo diário de EPA e DHA que são os principais compostos dos ácidos graxos essenciais Ômega 3, não deverá exceder 3 g/dia devido a possíveis efeitos adversos.

Colágeno Hidrolisado

Produzido a partir de ossos e de cartilagem bovina, o colágeno é uma proteína primária do tecido conjuntivo, representando cerca de 30% das proteínas de origem animal.

É considerado um aminoácido de suma importância no organismo que assegura a coesão, elasticidade e regeneração da pele, cartilagens e ossos.

A ingestão de colágeno hidrolisado estimula a produção endógena de colágeno, assegurando o conjunto de aminoácidos e peptídeos úteis para a síntese do colágeno, dando suporte nutricional para, osteoartrose, dor articular, osteopenia e perda da firmeza óssea.

Glutamina

A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no tecido muscular. Além de atuar como nutriente (energético) para as células imunológicas, apresenta uma importante função anabólica, promovendo o crescimento muscular. Este efeito pode estar associado à sua capacidade de captar água para o meio intracelular, o que estimula assim a síntese proteica.

A glutamina exerce funções muito importantes para o corpo, que são:

  • Manutenção do sistema imunológico;
  • Possível reguladora da síntese e da degradação de proteínas;
  • Controle do volume celular;
  • Desintoxicação corporal do nitrogênio e da amônia;
  • Controle entre o catabolismo e anabolismo;
  • Atua no combate à síndrome do overtraining e beneficia as células intestinais, resultando em melhor digestibilidade e aproveitamento dos aminoácidos.

Óleo de Prímula

A suplementação com óleo de prímula é muito benéfica ao organismo, é rica em ácido graxo (Ômega 6) que não é produzido naturalmente pelo organismo e precisa ser obtido na dieta, especialmente o GLA (ácido gama linolênico).

Para a terceira idade este ácido graxo também favorece a saúde cardiovascular, alivia os sintomas da artrite reumatoide, auxilia na diminuição dos níveis de colesterol e no tratamento e prevenção do diabetes, eczema atópico, hipertensão, alcoolismo e síndrome pré-menstrual.

Ele também é conhecido por diminuir os efeitos da tensão pré-menstrual, diminuir a queda de cabelo e no tratamento da acne, melhora o fluxo sanguíneo e diminui a resposta de hormônios responsáveis pelo aumento da pressão arterial, renina e angiotensina.

Além de possuir função muito importante na formação da membrana lipídica, aumenta a penetração na pele e a restauração da função de barreira de água na epiderme.

Multivitamínicos

Os suplementos multivitamínicos têm como objetivo repor os nutrientes que por falta da ingestão na dieta e estão limitados em nosso organismo. Assim sendo um facilitador para reposição das quantidades diárias de vitaminas e minerais.

Os multivitamínicos combatem o estresse diário, fornecem energia, combatem a deficiência de vitaminas no organismo, ajudam o cérebro a funcionar melhor e previnem doenças cardiovasculares e câncer.

Os multivitamínicos são apresentados em suas composições por diferentes gamas de vitaminas e minerais, a boa indicação do nutricionista é sempre atentar-se as vitaminas e minerais que estão isentas ou deficiente em seu organismo, para assim realizar a suplementação do complexo multivitamínico.